Make your own free website on Tripod.com
IX Copa do Mundo da FIFA - 1970
Luigi Riva
Home

gigirivaitalia.jpg

 
Luigi Riva, nascido em 7 de Novembro de 1944, em Leggiuno, Lombardia. Mas conhecido por Gigi Riva ou por Trovão, era um jogador de futebol italiano, o maior artilheiro da seleção de todos os tempos. Foi um dos maiores atacantes de sua época e dono de um fantástico recorde de gols marcados pelo Cagliari, graças à sua grande habilidade com a cabeça e a perna esquerda, e sua postura frente ao gol.
 
Sua carreira começou em 1962, pelo Legnano. Ele foi comprado pelo Cagliari na temporada seguinte, e ali ficou pelo resto da cerreira, apesar do assédio do Brentford da Inglaterra. Ele estreiou pelo Cagliari em 13 de Setembro de 1964, quando seu time perdeu de 12 a 1 para a Roma. Foi artilheiro e campeão da Série A em 1969-1970.
 
Fez sua estréia internacional em 27 de Junho de 1965, quando a Itália perdeu de 2 a 1 para a Hungria. Ele prosseguiu para se tornar o maior artilheiro da Squadra Azzurra de todos os tempos, com 35 gols marcados em apenas 42 partidas. Venceu a Euro 1968 na Itália e foi vice-campeão mundial em 1970 no México, após perderem a final por 4 a 1 para o Brasil. Antes do mundial ele tinha marcado 19 gols em 16 jogos. Entretanto foi artilheiro da Itália no mundial e marcou o gol da vitória sobre a Alemanha Ocidental na semifinal vencida por 4 a 3. Foi seu 22º gol em 21 partidas.
 
Ele desistiu de se transferir para a Juventus de Turim em 1973 com 29 anos para continuar no Cagliari, mas, junto com outros membros da seleção nacional, fez uma série de partidas desapontantes na Copa de 1974 e foi para a reserva no jogo contra a Polônia.
 
Sua carreira foi marcada por grandes contusões. Quebrou sua perna esquerda num jogo contra Portugal pouco antes da Copa do Mundo da FIFA de 1966. Quebrou a perna direita logo após a Copa do Mundo da FIFA de 1970 num jogo de sua seleção contra a Áustria. Em 1976 rompeu o tendão em seu tornozelo direito jogando pelo Cagliari contra o Milan. Ele nunca se recuperou completamente e depois de várias tentativas de retorno, se aposentou em 1978. Tornou-se executivo do Cagliari e atualmente é membro da equipe técnica da Itália, e foi supervisor técnico da equipe italiana tetracampeã mundial em 2006. Por suas performances a camisa 11 do Cagliari foi aposentada.

volta à página inicial